Você após a morte

Talvez você conheça a história do rico e de Lázaro, contada por Jesus. Lázaro ia à casa do rico em busca de comida e só conseguia algumas migalhas caídas ao chão, e tinha que disputá-las com os cachorros. Após a morte, o rico foi atraído pelo seu magnetismo de egoísmo e indiferença para regiões infernais, enquanto Lázaro, pelo seu magnetismo de resignação e fé, foi atraído para regiões celestiais. Um dia, Abraão levou Lázaro até as bordas do abismo para que conhecesse essa região de sofrimento, e foi visto pelo rico. Então, estabeleceu-se o seguinte diálogo:

  • Pai Abraão deixa Lázaro vir aqui tocar com as pontas dos dedos molhados na minha língua (sede provocada pelo remorso).
  • Há um abismo entre nós. Lázaro não pode ir aí.
  • Então deixa Lázaro ir avisar aos meus familiares.
  • Lá eles têm Moisés e os Profetas. Que os escutem.
  • Mas se Lázaro for, eles darão crédito.
  • Se não dão crédito a Moisés e aos Profetas, quanto mais a Lázaro!

Aqui temos um mistério que na Terra poucas pessoas conhecem: a sede de Lázaro. Temos duas energias em equilíbrio dentro de nós: a energia quente (yang ) e a energia fria (yin ). O remorso rompe este equilíbrio. A energia quente predomina dando a sensação de grande febre e sede. Somente o ectoplasma tira essa sede.

O que levou ambos para regiões diferentes? O magnetismo. É ele que posiciona as pessoas após a morte. Se o rico tivesse alimentado Lázaro seria diferente? Depende. Se o alimentasse de coração, sim, porque neste caso, o magnetismo do rico seria bom e, ele também, iria para regiões elevadas. Se o fizesse apenas para livrar-se de Lázaro, exibir-se ou por recompensa, nada mudaria.

O segredo não está na ação. Está na intenção. Coloque-se no lugar do outro e faça por ele como se fosse para você mesmo. Aprenda com Madre Tereza: O bem que você faz hoje pode ser esquecido amanhã. Faça-o, assim mesmo. No final das contas tudo é Entre Você e Deus.

Deixe um comentário