Viva o Exército Brasileiro!

 

Soldado em exibição próximo ao Congresso Nacional. Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Comemorou-se, nesta semana (19/04), o Dia do Exército Brasileiro, não havendo um verdadeiro patriota que não admire o lema de nossa auriverde Bandeira: “Ordem e Progresso”, o qual se fez e se faz verdadeiro, ainda em nossos dias, sobremaneira graças à atuação dessa bicentenária Instituição.

 Muito além da árdua proteção das fronteiras do País, cuja dimensão é continental, o nosso Exército, composto preponderantemente por cidadãs e cidadãos sérios, conscientes e preparados, tem reforçado sua essencialidade para a manutenção da segurança em várias unidades federativas, mesmo quando atirado em avassaladores incêndios, como no Rio de Janeiro, sem autonomia e munido de diminutos recursos.

 Ademais, é de se aplaudir as várias ações humanitárias e de cidadania do Exército, cujo papel tem sido de extremo mérito ajudando populações atingidas por desastres naturais, como enchentes, desabamentos e secas extremas no sertão brasileiro, isso sem falar nas aplaudidas missões externas de paz, ajudando a restabelecer a normalidade em países miseráveis tomados por dramáticas convulsões sociais.

 Por fim, é tido o Exército Brasileiro como um porto de resistência da organização, do planejamento, da disciplina e do civismo, práticas que se tornaram raras na sociedade civil, nos meios políticos e nos demais órgãos da Administração Pública, onde têm prevalecido a ineficiência e a epidêmica decadência moral.

 Na sequência de sua participação em feitos históricos, como a Proclamação da República, não se olvidam, obviamente, as contundências que o Exército, em nome de outras missões, diversas das acima exaltadas, possa ter cometido no passado, mas testemunhamos, hoje, uma Instituição que conquistou créditos junto à população, inspirando orgulho e credibilidade à esmagadora maioria dos brasileiros.

 Equivocam-se, nesse sentido, aqueles que consideram o Exército uma ameaça à democracia, pois, diferentemente, mostra-se um firme esteio da Ordem, na sociedade, e do Progresso, calcado nos inescusáveis alicerces da Constituição Federal, sob os quais a voz e os direitos do povo devem ecoar longe da insegurança, da irresponsabilidade e do caos.

 Justiça seja feita: nosso Exército é fundamental! Viva o Exército Brasileiro!

One Response

Deixe um comentário