Três perguntas para Rollemberg

De férias com a família, em Maceió (AL), o ex-governador Rodrigo Rollemberg (PSB) respondeu a três perguntas do Brasília Capital na tarde de sexta-feira (11):

Rollemberg responde ao Brasília Capital. Foto: Renan Baffi

Como avalia a redução de cargos e de contratos anunciada por Ibaneis? – Os gastos com servidores e com contratos já estão bastante enxutos desde a gestão passada. A redução terá grande impacto na máquina pública. Isto me parece mais um subterfúgio para justificar a dificuldade que terá em cumprir compromissos, em especial com os servidores públicos.

Considera necessária a convocação da Câmara Legislativa para apreciar o pacote de medidas do GDF? – A convocação parece mais uma forma de corrigir erros produzidos pela própria equipe da transição de Ibaneis na aprovação do orçamento de 2019. Da forma como ficou, incidirão sobre itens da cesta básica, por exemplo, aumento de cerca de 157% em impostos. Este impacto será absorvido pelas pessoas mais pobres. E a manutenção do Instituto Hospital de Base, que será expandido para outras unidades, mostra que o candidato em campanha não é o mesmo governador que tomou posse.

O ex-controlador do DF, Henrique Ziller foi anunciado como novo Controlador-Geral de Ronaldo Caiado, em Goiás. Como vê as nomeações de pessoas ligadas à sua gestão para outros governos? – Ziller fará companhia a Ismael Alexandrino, outro excelente nome, que estava à frente do IHB-DF e foi nomeado secretário de Saúde do Goiás. A exportação destes quadros é um reconhecimento pelas experiências de sucesso de nossa gestão.

Deixe um comentário