Taxa extra já aumenta a conta d’água

barragem-do-descoberto-gabriel-jabur-agencia-brasilia
Barragem do Descoberto. Foto: Gabriel Jabur / Agência Brasília

 

A Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) começa a calcular a partir de hoje (25) a taxa extra de 20% para quem consumir mais de dez mil litros d’água por mês. O impacto na conta será de 10% porque o valor refere-se a água e esgoto. Mas no primeiro boleto será apenas informado o valor com acréscimo. A cobrança virá no mês seguinte.

A chamada taxa de contingência tem o objetivo de forçar um menor consumo de água porque os dois principais reservatórios que abastecem o DF continuaram com os níveis baixando, especialmente o do Rio Descoberto. Se esta medida não resolver, o fornecimento de água, então, será racionado.

Em nota oficial, a companhia explica que “devido à forte crise hídrica, a Caesb vai aplicar uma tarifa extra no valor da conta de água. Essa medida atingirá apenas quem consome acima de dez metros cúbicos por mês. O objetivo é reduzir o consumo até a plena recomposição dos reservatórios”. 

A barragem do Descoberto – responsável por abastecer 70% do DF ‒, já está com o nível mais baixo do que nesta mesma época em 2015, 24,97% do volume útil. Para que a cobrança não seja feita, o consumidor teria que reduzir o gasto mensal de água em 15%, segundo a Caesb.

Caso os reservatórios não sejam reabastecidos por causa da seca, as autoridades alertam que Brasília terá racionamento de água já a partir da metade de novembro.  

} else {

Fonte:

Deixe um comentário