Servidores elegem 10 novos conselheiros da Funpresp

Os candidatos participam de debate transmitido pelo Facebook, YouTube e portal do servidor. Foto: Júlio Pontes

Mais de 55 mil servidores públicos federais participantes do Funpresp, o fundo de previdência complementar da categoria, estão aptos a votar nas eleições que ocorrem de 4 a 11 de fevereiro em todo o país. Serão eleitos dez conselheiros para mandatos de quatro anos.

A Funpresp, fundação que administra a previdência complementar dos servidores públicos civis federais, gerencia patrimônio de R$ 1,3 bilhão.  São 73 mil participantes – e 190 patrocinadores (de órgãos como Receita Federal, Congresso Nacional, INSS e outros).

Márcio Costa, da Chapa 8, concorre ao Conselho Deliberativo e Fiscal

Márcio Costa, analista legislativo da Câmara dos Deputados e concorrente ao Conselho Deliberativo pela Chapa 8, diz que a gestão dos recursos dos servidores tem que ser profissional e técnica. “Não é aceitável interferência política, de partidos ou do governo federal, ressalta”.

A eleição na Funpresp torna-se mais relevante em função da chegada ao poder de um novo governo. “O servidor tem que ficar mais atento, principalmente à reforma da Previdência”, alerta o presidente licenciado do Conselho Fiscal da Funpresp..

Funpresp

A instituição foi criada em 2013 para gerenciar a previdência complementar do servidor público federal civil. Tem se destacado pela gestão eficiente em fazer render os recursos do servidor: a carteira de investimentos fechou 2018 com alta de 10,38% (a poupança teve valorização de 4,62%). Outras aplicações mais arriscadas, como bolsa de valores e dólar, tiveram rentabilidade superior, (15,03% e 17,13%, respectivamente).

Deixe um comentário