Seja auxiliar do criador

 

O Mestre Osho, no livro “Alegria, a felicidade que vem de dentro”, faz-nos ver a nossa responsabilidade na miséria do mundo. Diz ele: “Você é o problema, e a menos que se resolva, tudo o que fizer tornará as coisas mais complicadas. Primeiro, coloque sua própria casa em ordem”.

Sim, existem problemas, aflição, pobreza, violência, loucuras. Isso é verdade, mas os problemas surgem da alma individual. O caos global nada mais é do que um fenômeno combinado: todos nós despejamos nossos caos nele. O mundo nada mais é que um relacionamento. Hitler não nasceu do nada: nós o criamos. A guerra não vem do nada: nós a criamos. Ela é o nosso pus que sai, é o nosso caos que ecoa. A cada década uma grande guerra é necessária para descarregar a humanidade de sua neurose.

Você é o problema do mundo. Assim, não evite a realidade de seu mundo interior; este é o primeiro ponto. Como você está agora, não pode perceber a raiz de um problema, mas apenas o sintoma. Primeiro, descubra dentro de você onde está a raiz e tente mudar essa raiz. No caso da pobreza, ela não é a raiz. A raiz é a ganância. A pobreza é o resultado. No caso da guerra, a raiz é a agressividade individual. A guerra é a soma da agressividade individual.

Comece de onde você está. Você é parte deste mundo miserável, e ao mudar a si mesmo estará mudando o mundo, tornando-se automaticamente um auxiliar do Criador. Se você ficou ciente de que o mundo necessita de uma grande mudança, então você é o mundo mais próximo de si mesmo. Comece daí. Viva em alegria, mesmo entre os aflitos; em paz, mesmo entre os perturbados;  em amor, mesmo entre os que odeiam. Quando você se tornar repleto de luz você só poderá dar luz; não importa se é amigo ou inimigo. 

A vida é um jogo; jogue-o lindamente; esqueça de tudo sobre ganhar e perder. Viemos de mãos vazias e partiremos de mãos vazias. Seja você mesmo, e parta sem olhar para trás, sem se apegar às coisas.  Viva no presente, amorosamente, em amizade, cuide… e então, o mundo será totalmente diferente”.

}

Fonte:

Deixe um comentário