Rollemberg mostra preocupação com a democracia

Expansão do Parque de Águas Claras. Foto: Orlando Pontes

A pouco mais de vinte dias de transmitir o cargo para o sucessor Ibaneis Rocha (MDB), que será diplomado nesta segunda-feira (10) pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF), o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) já definiu que assumirá, a partir de janeiro de 2019, a função de assessor legislativo da liderança de seu partido no Senado.

Ao participar da entrega da expansão do Parque Ecológico de Águas Claras – que incorporou 31 hectares antes pertencentes à Residência Oficial do Governador – na manhã de sábado (8), Rollemberg foi abordado por um morador que quis saber quais os seus planos após concluir o mandato no palácio do Buriti.

“Reassumirei minha função no Senado. Vou trabalhar na Liderança do PSB e tentar dar minha contribuição para o partido ao qual sou filiado desde 1985, para Brasília e para o Brasil”, respondeu Rollemberg. O governador entende que poderá ajudar tanto no plano nacional quanto no local.

No DF, sua ideia é tentar manter coeso – e se possível ampliar – o grupo que conseguiu formar ao longo de sua trajetória como deputado distrital e federal, senador e governador. Nacionalmente, usará seu trânsito com lideranças estaduais como moderador de questões estratégicas e formulador de propostas.

“Estou muito preocupado com o momento político brasileiro. Sei que o (presidente eleito Jair) Bolsonaro não terá vida fácil. Será importante que a oposição mantenha-se firme, mas sem levar o País a um impasse, para não corrermos risco de um sofrermos um retrocesso democrático”, ponderou o socialista.

Fonte:

Deixe um comentário