Restaurante de Águas Claras vence festival Comida di Buteco 2017

O restaurante que é um dos cantinhos mais agradáveis de Águas Claras tem também o melhor petisco do Distrito Federal. Os donos do Mercado 301, Sabrina Saboya e Rayner Costa, receberam ontem (segunda, 5) o título de campeão do festival Comida Di Buteco e agora vão disputar o concurso de melhor petisco do Brasil, no Rio de Janeiro. A cerimônia de premiação aconteceu na Galeria Beira Lago.

Esta foi a primeira vez que o armazém, localizado na quadra 301, em Águas Claras, venceu o festival. Nesta edição o tema para as receitas foi cereais. Ao todo, 22 bares da cidade disputaram o título.

O prato campeão, chamado Don 301, é composto por pão ciabatta crocante, empanado em crosta de farinha de quinoa, quinoa vermelha em flocos e gergelim branco, recheado com filé mignon em cubos, champignon ao molho de creme de leite fresco reduzido, molho shoyo, pimenta verde e mistura de ervas.

No dia 11 de julho, o Don 301 vai ao Rio de Janeiro disputar o título de melhor petisco do Brasil.

Mercado municipal – O Mercado 301 é inspirado nos antigos armazéns de comércio de alimentos e mercados municipais. Além do melhor petisco da cidade, o cardápio é variado e vai de pão com mortadela a bacalhau.

O estabelecimento é dividido em dois ambientes: o primeiro andar é destinado ao varejo de temperos, geléias, defumados, vinhos e queijos. No segundo anda fica o restaurante, onde são servidos chope e drinks. O cliente tem a opção de degustar as mercadorias vendidas no primeiro andar no próprio restaurante, sem ter que pagar a mais por isso.

Don 301: pão ciabatta crocante, empanado em crosta de farinha de quinoa, quinoa vermelha em flocos e gergelim branco, recheado com filé mignon em cubos, champignon ao molho de creme de leite fresco reduzido, molho shoyo, pimenta verde e mistura de ervas.
Mercado 301 é inspirado nos antigos armazéns de comércio de alimentos e mercados municipais. Foto: Reprodução
navigate_before
navigate_next
document.currentScript.parentNode.insertBefore(s, document.currentScript);

Deixe um comentário