PT vai às urnas no dia 8 de setembro

Os filiados do PT vão às urnas no próximo dia 8 de setembro para eleger os delegados aos congressos estadual e nacional e os novos comandos zonais. No caso do DF, 60 mil militantes escolherão as chapas e os presidentes das zonais do Plano Piloto e das cidades-satélites. O Processo de Eleição Direta (PED) é a primeira etapa do 7º Congresso da legenda.

No DF, estão inscritas dez chapas. De acordo com levantamento do Brasília Capital, são elas, de acordo com o número e o nome: 400 – Lula Livre – Resistência Socialista, liderada por Chico Machado, Ricardo Valle e América Bonfim; 401 – Bloco Popular e de Base, de Antônio Sabino; 410 –  Diálogo e Ação Petista – DAP (Cardoni, Marcius Sidharta); 420 – Para Tempos de Guerra, a Esperança é Vermelha (Zé Ricardo, Wilma); 440 – A Alternativa é Continuar Lutando (Torquato, Abimael, Sueli De Roure e Sesai); 450 Lula Livre – PT para Todas e Todos no DF e no Brasil (Geraldo Magela); 470 – Militante no Campo e na Cidade; 477 – CORagem (Géssyca); 480 – Por Justiça e Democracia, Lula Livre; 499 – Unidade petista por Lula Livre (Articulação, PT de Lutas, DS, Avante,  MS, EPS e independentes, que reúne a atual presidente regional, deputada federal Erika Kokay, os distritais Chico Vigilante e Arlete Sampaio, a diretora do Sinpro, Rosilene Correa, Cleyton Moraes e Rodrigo Britto.  O candidato a presidente é Jacy Afonso).

Em meio às discussões internas, surgiram denúncias de filiados que integram o governo Ibaneis Rocha. Eles foram afastados da chapa regional e só puderam fazer parte das disputas zonais em suas respectivas cidades. Esses petistas foram identificados no Núcleo Bandeirante e em Sobradinho.

Deixe um comentário