Pressão da classe artística derruba Adão Cândido da Secretaria de Cultura

Adão Cândido foi vaiado no 52º Festival de Brasilia de Cinema Brasileiro

Uma semana após o fim do 52º Festival de Brasília de Cinema Brasileiro, Adão Cândido, secretário de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal, foi exonerado na quinta-feira (19). Desde que assumiu o cargo de secretário, Cândido, sofria críticas sobretudo da classe artística. No Festival, ele foi recebido com vaias e gritos de “fora, Adão!”.

Desde o início da gestão, havia queixas contra ele, sobretudo, da classe artística. O Conselho de Cultura do DF chegou, inclusive, a pedir a demissão do secretário. As críticas se intensificaram quando ele suspendeu dois editais do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), lançados em 2018, o FAC Áreas Culturais e o FAC Audiovisual. Quem assume, interinamente, é o secretário executivo Cristiano Vasconcelos da Silva.

Deixe um comentário