Preservação com opinião de moradores

Parque Ecológico Bernardo Sayão ganhará infraestrutura. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

O Parque Ecológico Bernardo Sayão, entre o Jardim Botânico e o Lago Sul — na altura das QIs 27 e 29 —, ganhará infraestrutura. O Instituto Brasília Ambiental (Ibram) elabora o plano de manejo da unidade de conservação. Em 19 de maio, a autarquia promoverá uma oficina de planejamento participativo com a comunidade, especialmente moradores dessas duas regiões administrativas e do Paranoá.

A ideia é coletar contribuições para o projeto de zoneamento do parque. O encontro será no anfiteatro natural (ao ar livre) do Parque Ecológico Dom Bosco, na Ermida Dom Bosco (QL 30 do Lago Sul), a partir das 9 horas.

Entre as questões que serão tratadas na oficina estão:

  • Infraestrutura (criação de complexo administrativo, área de convivência, ponto de encontro comunitário, parque infantil e trilha pavimentada)
  • Programa de educação ambiental
  • Programa de prevenção e combate de incêndios florestais
  • Medidas de prevenção de atropelamento da fauna
  • Redimensionamento de linha de ônibus para dar acesso ao parque

Outro assunto a ser debatido é a situação da HI-104 Sul, via interditada em 2015, que liga a Estrada Parque Contorno (DF-001) à QI 27 do Lago Sul. Segundo Braga, uma assessora jurídica do Ibram tirará dúvidas sobre o bloqueio da pista que corta o parque.

De acordo com o auditor de Atividades Urbanas, do Instituto Brasília Ambiental, Pedro Braga, a reunião “é uma oportunidade de conhecer o trabalho proposto pelo Ibram e de contribuir para uma melhor ocupação do espaço”. Membro do grupo técnico do Plano de Manejo do Parque Ecológico Bernardo Sayão, Braga ressalta que a intenção final do projeto é trazer mais conforto e segurança aos frequentadores da unidade de conservação.

Oficina participativa sobre o Plano de Manejo 

19 de maio (sábado)

A partir das 9 horas

Anfiteatro natural do Parque Ecológico Dom Bosco (QL 30 do Lago Sul) — Ermida Dom Bosco

Aberto à população em geral

Íntegra dos primeiros trabalhos feitos pelo Ibram, que compõem o plano de manejo:

Deixe um comentário