Pra Lêdinha, com Amor!

Eis que, para comemorar o 68º aniversário de Lêda Maria, a 8 de setembro, foram chegando palavras de amor: dos filhos Cláudio e Fernanda; das netinhas Bárbara e Malu; da norinha Alê e da irmã espiritual Dóris Marize, cuja mensagem transcrevo,ipsis literis:

“Era uma vez um lugar mágico! Encantador, na verdade. Ali o sol aquece sem queimar, a chuva cai sem fazer barulho, as plantas sobrevivem por meses com suas flores e cores, o vento refresca sem incomodar. E neste clima delicioso, a vida segue seu curso em um ritmo livre e solto.

Lá, mora um sábio! Um homem lúcido, sensível, íntegro e gentil, que domina tão bem as palavras que, quando as aprisiona, sempre é possível imaginar algo não escrito. Às vezes, eu penso que ele é um encantador de palavras! Será?

Este sábio relata seus medos com a força e a simplicidade de quem bravamente superou-os, vivendo cada desafio de frente. Ele fala de sua vida como um espectador de sua história e encanta a todos, mesmo que sua vida tenha sido reescrita inúmeras vezes, na busca incansável de descobrir o mistério das coisas… um verdadeiro repórter da vida, eu diria!

Ele, o  sábio, se casou com uma rainha. E, assim como as histórias, ela, a rainha, cuidou de tudo, do castelo, dos filhos deles e de outros filhos, fossem dele ou dos amigos! O castelo vive cheio, e ali todos são felizes! E quando todos esperavam que a rainha fosse descansar e viver a mágica do não ter pressa, ela se dispôs a continuar cuidando de tudo, mais intensamente!

Ela não para, dorme pouco, mas sonha muito da janela de sua torre. E ali ela planeja as férias das netas, os aniversários dos filhos e vive a reviver a sua volta a Paris. Ninguém tem dúvida de que ela já morou por lá! Quando? Em algum momento de uma vida. Sim, porque as rainhas vivem várias vidas em um só tempo!

Assim é Lêdamaria! Uma rainha de vários súditos e a guardiã absoluta de seu reino! Ninguém ouse desafiar sua capacidade de ser e fazer os outros felizes, pois a rainha abraça o tempo, desfaz os nós e refaz o que for preciso, até mil vezes, para garantir o final que ela imagina ser o adequado para cada um!

Feliz Aniversário, Lêdamaria! Vida longa à rainha!”.

Diante de tanta beleza ornamentada com palavras, o que este felizardo marido pode acrescentar? Simplesmente que te amo, Lêdinha, ad aeternum!

Deixe um comentário