Postos do Na Hora emitem carteirinhas de identificação infantil para o Carnaval

Começou nesta segunda-feira (25) e segue até o dia primeiro de março, a emissão de carteirinhas infantis em todos os postos do Na Hora, das 7h30 às 18h. O serviço de identificação de crianças é realizado pela Polícia Militar, em parceria com a Secretaria de Justiça e Cidadania do Distrito Federal (Sejus-DF), com o objetivo de garantir a segurança dos pequenos foliões durante o carnaval. Para fazer o documento, os pais e responsáveis devem levar uma foto 3×4 e os dados da criança. Também é possível imprimir a carteirinha pela internet, no link: http://www.pmdf.df.gov.br/images/2019/Fevereiro/Carteirinha_PMDF_2019.pdf. Durante os dias do carnaval, serão distribuídas as pulseiras de identificação nos blocos públicos e infantis.

Segundo a subsecretária de Políticas para Crianças e Adolescentes da Sejus-DF, Adriana Faria, o documento é essencial para prevenir a incidência de crianças perdidas. “As crianças também têm o direito de pular o carnaval. Mas é preciso cuidado redobrado com elas. Em locais com grande aglomeração de pessoas, o risco delas se perderem é maior. Por isso, é muito importante garantir que as crianças saiam de casa levando um documento com seus dados principais e um telefone de contato. A medida ajuda na identificação e na localização da família, caso a criança se perca”, explicou.

A identificação das crianças no carnaval faz parte da campanha Respeito à Cidadania, desenvolvida pela Sejus-DF para conscientizar a população do DF sobre o enfrentamento e prevenção ao uso de drogas, combate ao racismo, à LGBTfobia e à exploração sexual infantil, além da proteção às pessoas com deficiência.

Denúncia

Para atender qualquer tipo de denúncia de violação dos direitos de crianças e adolescentes, estará disponível durante todos os dias do carnaval o número da Coordenação do Sistema de Denúncias de Violações dos Direitos da Criança e do Adolescente – CISDECA,  no telefone (61) 3213-0657, que funcionará em sistema de plantão 24 horas, atuando em interface aos conselhos tutelares.

Deixe um comentário