Planetário de Brasília recebe mostra sobre observatórios astronômicos

d9c445b4b33c23b1f179759f9bd75bc6_MExposição começou em 6 de maio e seguirá por tempo indeterminado. A entrada é gratuita.

Painéis fotográficos com imagens de galáxias, nebulosas planetárias e constelações estrelares podem ser vistos por tempo indeterminado no centro da cidade. Desde 6 de maio, o Planetário de Brasília recebe a exposição Universo Supreendente, iniciativa da organização intergovernamental de ciência e tecnologia preeminente alemã Observatório Europeu do Sul. Desde o dia da abertura, mais de 800 visitantes e alunos de 22 escolas já passaram por lá.

Voltada para todas as idades, a mostra tem os estudantes como público-alvo. “Queremos despertar neles a curiosidade sobre o universo, não limitando-a ao planeta Terra”, explicou o diretor de divulgação científica da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, Airton Lugarinho.

O analista de processos Filipe de Sousa Pereira, de 24 anos, levou as irmãs mais novas, de 16 e de 10 anos, para visitar o planetário. “Não sabíamos que havia a exposição, foi uma ótima surpresa”, declarou. Nos corredores do primeiro andar e do subsolo, estão expostas imagens que abordam a concepção, a construção e o funcionamento dos maiores observatórios astronômicos terrestres do mundo. “A pretensão do Planetário de Brasília é de se tornar um polo de ciência e tecnologia”, afirmou Lugarinho.

As fotos, que chamam atenção pelas cores e nuances das formas, foram tiradas por um telescópio com tecnologia de ponta e padrão de referência da astronomia europeia, o Very Large Telescope, e pelo telescópio espacial Hubble. Réplicas das roupas usadas pelo astronauta brasileiro, Marcos Pontes, e de modelos de espaçonaves, também fazem parte do acervo. O Observatório Europeu do Sul opera em regiões icônicas como o deserto do Atacama, no Chile, local que recebe visitantes de todo o mundo para observação do céu.

Infância
Pela primeira vez no planetário, o estudante do 7º ano do ensino fundamental Luiz Felipe Pimenta, de 12 anos, foi com a família ver a mostra. “Ainda não chegamos neste conteúdo na escola, mas já posso me adiantar”, disse o garoto. Ele e a irmã Sarah, de 8 anos, foram levados pelos pais, os agrônomos Glênio e Cleide Pimenta. “A última vez que vim aqui ainda era criança”, lembra o pai, que aproveitou o fim de semana para reviver a infância e apresentar o local a toda a família. “Nunca tinha vindo aqui e achei fabuloso. Uma exposição como essa nos faz ver a grandeza das coisas”, aprovou Cleide. “Adorei os quadros, são lindos e coloridos”, afirmou a filha mais nova do casal, em referência às imagens que lembram pinturas abstratas.

O Planetário de Brasília foi criado em 1974, fechado em 1996 e reaberto ao público no final de 2013. Desde a reinauguração, o local conta com tecnologia de última geração, como o projetor alemão Spacemaster, usado nas sessões que ocorrem na cúpula.

Para assistir às sessões regulares do planetário, de terça-feira a domingo, é cobrado dos visitantes 1 quilo de alimento não-perecível como ingresso. A programação varia entre sessões comentadas por um monitor do espaço (que ocorrem aos fins de semana, às 15 horas e às 18h30), mostra do céu de Brasília, do Sistema Solar, fases da Lua e exibição de filmes.

Veja aqui a programação do Planetário de Brasília e as orientações para a marcação de visitas.
Universo Surpreendente
De segunda a sexta-feira, das 9 às 21 horas
Sábados e domingos, das 8 às 20 horas
Planetário de Brasília (Setor de Difusão Cultural, Via N1 – Eixo Monumental)
Entrada gratuita

leia mais:


 

Cultura pede clemência


Ibram fecha o Balaio Café e frequentadores protestam


Fonte: ,

Deixe um comentário