PF apreende cigarros contrabandeados do Paraguai

A Polícia Federal realizou hoje (17) uma operação para desarticular duas organizações criminosas em quatro estados especializadas em contrabando de cigarros do Paraguai, com a apreensão de mais de 4 milhões de maços de cigarro.

Cerca de 200 policiais federais, além de servidores da Receita Federal e Polícia Militar (PM) de São Paulo, cumprem 35 mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária, 45 de busca e apreensão e 32 de sequestro e bloqueio de bens. As ordens estão sendo cumpridas nos estados de São Paulo (em Sorocaba, Jundiaí, Piracicaba, Várzea Paulista, Cesário Lange e na capital paulista); do Espírito Santo (em Linhares); do Paraná (em Umuarama); e de Mato Grosso do Sul (em Naviraí e Iguatemi).

Foram feitos 17 autos de prisão em flagrante, com o apoio da Polícia Rodoviária Estadual, em que foram detidos 25 indivíduos e apreendidos 25 veículos. A Polícia Federal estima em R$ 14 milhões o prejuízo aos cofres públicos com os tributos sonegados. Um policial militar foi preso preventivamente e encaminhado ao presídio Romão Gomes na capital paulista. A PM, que vinha acompanhando os trabalhos, participou da detenção do integrante da corporação.

O nome da Operação (Homônimo) decorre do fato de que, coincidentemente, os chefes das duas organizações criminosas investigadas são conhecidos pelo mesmo nome, embora não sejam seus nomes reais.

Deixe um comentário