Pesquisa levanta perfil do turista que vem a Brasília no carnaval

Durante os quatro dias de carnaval, quase 2 milhões de pessoas devem circular na cidade, entre elas, turistas. Atenta a esse público, a Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer percorrerá os pontos turísticos e os blocos de rua, com o objetivo de identificar o perfil dos visitantes que escolheram a capital para passar o feriado.

A estimativa é que, de 25 a 28 de fevereiro, 720 turistas sejam abordados nos períodos da manhã e da tarde, nos dois monumentos mais populares da capital — a Catedral Metropolitana de Brasília e a Torre de TV — e em dois grandes blocos de rua por dia.

No sábado (25), serão visitados o Babydoll de Nylon e o Galinho de Brasília e, no domingo (26), Pacotão e Baratona. Na segunda-feira (26), a busca por turistas será na Baratinha e no Aparelhinho. No último dia, terça-feira (28), será a vez do Engenhoca/Raparigueiros e do Calango Careta.

O formulário é composto de 12 perguntas simples, que podem ser respondidas em cerca de três minutos. “Vamos observar a dinâmica do fluxo turístico em Brasília. Esse trabalho é importante para identificarmos as motivações que trazem os visitantes para a nossa cidade, especialmente no período do carnaval”, explica o secretário adjunto de Turismo, Jaime Recena.

O material levantado, segundo ele, vai servir de subsídio para o planejamento de ações futuras.

Após a folia, além da pesquisa, serão coletadas na Inframérica, consórcio que administra o Aeroporto Internacional de Brasília, e no setor de hotelaria, informações de embarque e desembarque, número de voos fretados, ocupação hoteleira e tarifa média.

Especificamente nos hotéis, os hóspedes de outras unidades federativas responderão a uma pesquisa sobre Brasília na hora do check-out.

Considerado o quinto maior do Brasil, o carnaval de Brasília levou cerca de 1 milhão de pessoas às ruas em 2016, entre os quais, 10 mil visitantes de estados como São Paulo, Bahia, Minas Gerais e Rio de Janeiro. A festa também contou com estrangeiros de países como Argentina, Espanha e Estados Unidos.

Ao responderem à pesquisa do ano passado, 97% dos entrevistados aprovaram Brasília como destino turístico. A estimativa para este ano é que a rede hoteleira seja ocupada em mais de 50% por visitantes interessados em conhecer a folia brasiliense.

O carnaval também deve permitir a criação de 3 mil empregos temporários, além de criar renda para 1,2 mil ambulantes cadastrados. A expectativa é que a festa movimente R$ 500 milhões no DF no período.

d.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s);

Fonte:

Deixe um comentário