Parlamentares da União Europeia reúnem-se com Rollemberg

22819103341_47a73c4e56_z
 
Encontro no Palácio do Buriti, nesta quinta (5), foi oportunidade para troca de conhecimento sobre políticas públicas
 

Cinco parlamentares de Portugal e do Reino Unido reuniram-se com o governador Rodrigo Rollemberg, no Palácio do Buriti, nesta quinta-feira (5), para trocar experiências e dialogar sobre políticas públicas e cidadania. Os eurodeputados (como são chamados membros eleitos pelos países-membros da União Europeia para integrar o parlamento europeu) fazem parte da Delegação para as Relações com a República Federativa do Brasil. O presidente da comitiva, Paulo Rangel, disse que o País emergiu e soube respeitar a democracia, valorizar os direitos humanos e investir em um desenvolvimento sustentável. “O Brasil é um exemplo para o mundo”, elogiou o parlamentar português.

Rollemberg afirmou que as experiências do continente europeu podem contribuir para o desenvolvimento da capital. “Mobilidade urbana tem sido um grande problema das nossas regiões, o que atinge a qualidade de vida e a produtividade das pessoas. Em vários países europeus, existem tecnologias avançadas na área e nos interessa essa relação.” O chefe do Executivo destacou a intenção do governo de aumentar as linhas de metrô e do Expresso Sul em Brasília.

Estiveram no encontro a colaboradora do governo Márcia Rollemberg, esposa do governador, os secretários de Cultura, Guilherme Reis, de Justiça e Cidadania, João Carlos Souto, de Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Social e Direitos Humanos (fusão das Secretarias do Trabalho e do Empreendedorismo, de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos e de Desenvolvimento Humano e Social), Joe Valle, o secretário do Meio Ambiente, André Lima, o coordenador de Ciência e Tecnologia (ex-secretário-adjunto da extinta Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação), Oskar Klingl, e os chefes da Casa Militar, Cláudio Ribas, e da Assessoria Internacional da Governadoria, Cláudio Heckmann.

Aproximação
Em fevereiro deste ano, o governo recebeu 25 representantes de embaixadas da União Europeia. O encontro serviu para marcar estratégias destinadas a criar uma maior aproximação do Distrito Federal com os países do bloco para trocas de conhecimentos e elaboração de acordos multilaterais. Na ocasião, discutiu-se, por exemplo, a criação de um portal para que as embaixadas possam publicar e ofertar programas, o que viabilizaria uma maior participação dos brasilienses.

O bloco
A União Europeia é uma parceria econômica e política formada por 28 países, que estabelecem relações comerciais entre si. O bloco foi criado após a segunda guerra mundial para incentivar a cooperação. Fazem parte dele: Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Croácia, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Romênia e Suécia.


Leia mais:


Comandante da PM pede para deixar cargo, mas Rollemberg não aceita


2º dia de greve de metroviários no DF fecha todas as 24 estações


Eleição na Cabe mobiliza PMDF


 

Fonte: ,

Deixe um comentário