Nutrição de adolescentes atletas

Em véspera de Copa do Mundo e com o pezinho já nas Olimpíadas de 2016, vamos falar de um tema importante e que gera muitos questionamentos para atletas e pais de atletas. É o esporte despertar, logo cedo, o interesse dos adolescentes e muitos já integram equipes profissionais ou estão inseridos em competições de grande porte. Isso porque a especialização precoce de atletas tem sido cada vez mais frequente.

Existe a preocupação em relação ao atraso puberal relacionado à idade em que se iniciam as atividades de alto impacto, horas de treinamento por semana e quantidade de gordura corporal exigida em cada modalidade, que, muitas vezes, pode, por preocupação excessiva, levar a transtornos alimentares.

De forma geral, garantir um aporte de energia adequado a esses atletas, com energia suficiente para atingir a demanda para suportar o crescimento e o desenvolvimento, bem como o estresse físico e emocional que se relacionam à competição, é o mais importante.

É fundamental o fornecimento adequado na dieta de carboidratos, proteínas e gorduras, bem como micronutrientes, principalmente cálcio e ferro, assim como manter a hidratação desse atleta adolescente. Muitas vezes, o uso de suplementos alimentares com finalidade ergogênica, ou seja, para melhorar o desempenho esportivo ou garantir aporte adequado de nutrientes, se faz necessário.

São muitos os detalhes e cuidados necessários, e se você tem em casa um atleta nesse estágio de vida procure um profissional para orientar a alimentação dele, pois, além de melhorar o rendimento no treino e no resultados de provas, as chances de desenvolver alguma deficiência nutricional será bem menor.

Fonte:

Deixe um comentário