Novos secretários e controlador-geral do DF tomam posse

22403469211_3714c7dfb9_k
 
Em cerimônia no Palácio do Buriti, nesta quinta-feira (22), governador Rodrigo Rollemberg oficializa nomes da reestruturação administrativa
 

Na tarde desta quinta-feira (22), seis secretários e o novo controlador-geral do Distrito Federal tomaram posse, no Palácio do Buriti, diante do governador Rodrigo Rollemberg, acompanhado da esposa, Márcia Rollemberg. As mudanças fazem parte da redução no número de secretarias, de 24 para 17. Cerca de 250 pessoas participaram da cerimônia no Salão Branco.

Na solenidade, o governador destacou o momento de crise financeira enfrentado por Brasília e pediu empenho dos gestores. “Essa equipe terá uma tarefa imensa que é a construção de uma agenda positiva. Não podemos descansar. Temos de ter a transparência como aliada e seguir reduzindo despesas”, disse. Ele ressaltou que, até agora, o governo diminuiu em R$ 1 bilhão o custo da máquina pública e que os esforços continuarão, principalmente para manter em dia o pagamento do salário dos servidores.

Mudanças
Dos empossados, três chefiavam pastas que passaram por reestruturação e assumem, portanto, novas secretarias. Arthur Bernardes é o titular da Secretaria de Economia, Desenvolvimento Sustentável e Turismo (fusão das Secretarias de Economia, Desenvolvimento Sustentável e de Turismo); Júlio Gregório Filho fica com a pasta de Educação e Esporte (junção das Secretarias de Educação e do Esporte e Lazer); e Leany Lemos comanda a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão, que incorporou a Secretaria de Gestão Administrativa e Desburocratização.

Sérgio Sampaio, que era chefe da Casa Civil, é secretário da Casa Civil, Relações Institucionais e Sociais. Ao fim do evento, ele falou sobre a relação com o Legislativo e os esforços para elevar a arrecadação. “Com o apoio da Câmara [Legislativa], conseguimos garantir recursos para fazer o pagamento de salários em dia. Agora, estamos tentando outros para os reajustes. Por isso, queremos vender patrimônio e estamos buscando mais saídas para aumentar a nossa arrecadação.”

Entre as pastas que tiveram apenas mudança de comando, tomaram posse Marcos Dantas, que deixa a extinta Secretaria de Relações Institucionais e Sociais e vai para a Secretaria de Mobilidade; e Aurélio de Paula Guedes Araújo, que substitui Jane Klébia Reis em Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude.

Também foram empossados Igor Tokarski, que deixa a Administração Regional do Plano Piloto e se torna secretário-adjunto da Casa Civil para Relações Institucionais e Sociais, e Oskar Klingl, como coordenador de Ciência e Tecnologia. Henrique Moraes Ziller assumiu a Controladoria-Geral do Distrito Federal, no lugar de Djacyr Cavalcanti de Arruda Filho.

A partir de hoje à frente das relações com a Câmara Legislativa, que avaliará importantes projetos do Executivo para aumento de arrecadação sem impacto para o contribuinte, Tokarski estima incremento de cerca de R$ 500 milhões para o próximo ano, caso as propostas passem pelo crivo dos parlamentares. “Com a aprovação desses projetos, poderemos dimensionar quais serão nossos recursos para o ano que vem. Venda de terrenos representará um pouco mais de 50% do total que esperamos”, resumiu. Também é prioridade dele restabelecer os serviços hoje paralisados.

Trabalho
Joe Valle, que foi anunciado como secretário do Trabalho, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, compareceu, mas não tomou posse. Deputado distrital, ele ainda precisa se licenciar da Câmara Legislativa, o que, segundo informações do gabinete do parlamentar, está previsto para ocorrer na próxima semana.

Também estiveram no evento, entre outras autoridades, a secretária-adjunta de Educação e Esporte, Leila Barros; o secretário-adjunto do Trabalho, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Thiago Jarjour; os secretários de Cultura, Guilherme Reis; de Infraestrutura e Serviços Públicos, Julio Peres, do Meio Ambiente, André Lima; de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, José Guilherme Leal; de Saúde, Fábio Gondim; o chefe da Casa Militar, coronel Cláudio Ribas; os comandantes-gerais do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Hamilton Esteves Junior, e da Polícia Militar, coronel Florisvaldo Cesar; os deputados distritais Agaciel Maia (PTC), Rafael Prudente (PMDB), Professor Israel (PV) e Luzia de Paula (Rede); o procurador-geral de Justiça do Distrito Federal, Leonardo Bessa; os presidentes da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), Alexandre Navarro Garcia, do Banco de Brasília (BRB), Vasco Gonçalves, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF), Argileu Martins da Silva, e da Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra), Jamal Bittar; o diretor-geral do Departamento de Trânsito, Jayme Amorim de Sousa; os diretores-presidentes da Agência de Fiscalização (Agefis), Bruna Pinheiro, da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), Hermes de Paula, da Companhia do Metropolitano do DF, Marcelo Dourado, da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa), Paulo Salles; e diversos administradores regionais.


Saiba mais:


 

CPI da Petrobras aprova relatório que isentou políticos investigados


Dilma diz que cortar Bolsa Família é atentar contra 50 milhões de brasileiros


Motoristas poderão parcelar multas de trânsito em até 12 vezes


 

 

Fonte: ,

Deixe um comentário