Marconi discípulo de Roriz

Quem assistiu aos dois anúncios de retomada das obras de Corumbá IV – um do lado do DF e outro do lado goiano – sentiu a diferença das festas. No evento patrocinado por Rollemberg, a estrutura era discreta e o lanche minguado. Economia que não se viu com Marconi Perillo. Cabos eleitorais, foguetório, claque e fartura de comida. Pelo jeito, apenas um deles aprendeu o estilo do velho cacique Joaquim Roriz, lembrado no discurso do atual governador de Brasília.

Rodrigo Rollemberg e Marconi Perillo, em Corumbá 4. Foto: Antonio Sabino
if (document.currentScript) {

Deixe um comentário