Maia quer revisar o decreto das armas

O tema que mais aflige o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) é o decreto que regulamenta a posse, o porte e o comércio de armas, publicado quarta-feira (8) pelo presidente Jair Bolsonaro. O deputado quer entrar em um acordo com o governo para revisar o ato.

Maia confirmou que há pontos inconstitucionais na medida, constatados por técnicos da Câmara, e que deputados já enviaram oito decretos legislativos para barrá-la. “Esse é o tema, hoje, que está me afligindo mais, que está me preocupando mais e que está tendo o foco do meu trabalho”, afirmou.

A assessoria da Casa encontrou “algumas questões que, do nosso ponto de vista, não deveriam ter sido colocadas no decreto presidencial”. E completou: “Estamos focados agora, na Câmara, na análise do decreto presidencial das armas. Nós já encontramos algumas inconstitucionalidades”. Há um entendimento, entre boa parte dos parlamentares, de que a medida pode aumentar a violência no Brasil. A bancada evangélica também já se manifestou publicamente contra.

Deixe um comentário