Ibram conclui licenciamento ambiental de Vicente Pires, no DF

vicente-pires
Vicente Pires. Foto: reprodução

Responsável pela política de meio ambiente do Distrito Federal, o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) emitiu o licenciamento das glebas 2 e 4 de Vicente Pires. Com isso, toda a região administrativa poderá ser regularizada e receber obras de infraestrutura urbana. Não há prazo para o início da regularização.

A região administrativa tem cerca de 80 mil habitantes – destes, cerca de 12 mil moram nas glebas 2 e 4. As áreas pertenciam à União, mas foram transferidas ao patrimônio do Distrito Federal em julho. Sem essa mudança, o GDF não podia emitir escrituras e nem investir verbas locais na urbanização da área.

A informação foi confirmada nesta quinta-feira (1º) pelo governador Rodrigo Rollemberg. Segundo ele, duas pontes sobre o córrego Vicente Pires devem começar a ser construídas ainda neste ano. para janeiro, está previsto o início das obras de drenagem pluvial e pavimentação.

“Isso vai melhorar muito a qualidade de vida daquela população, vai reduzir muito as enchentes. Sobretudo, vai melhorar muito a qualidade da água que chega no Lago Paranoá. Nós estamos fazendo toda essa infraestrutura que vai atender dois rios que passam por Vicente Pires […] que caem no Riacho Fundo e que, por sua vez, cai no Lago Paranoá”, detalhou Rollemberg.

As glebas 1 e 3, que pertencem a Terracap, já tiveram obras de infraestrutura iniciadas e estão na fase de regularização. A primeira etapa de drenagem, pavimentação asfáltica e calçadas foi orçada em R$ 68,4 milhões.

d.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s);

Fonte:

Deixe um comentário