Gilmar Mendes quer validar mensagens da Lava Jato

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, vai acionar a Procuradoria Geral da República (PGR) com a intenção de validar as mensagens divulgadas pelo jornal The Intercept Brasil envolvendo integrantes da operação Lava Jato. Outros ministros do STF e integrantes da nova composição da PGR, formada a partir da nomeação de Augusto Aras, apoiam o movimento de Mendes.

O pedido deve demandar a verificação da autenticidade das conversas de procuradores da Lava Jato e o ex-juiz Sérgio Moro, obtidas por hackers. Se for apurada oficialmente a veracidade das mensagens, os diálogos poderão ser usados em processos com impactos diretos nas decisões judiciais e nos agentes públicos que atuaram na operação.

O ministro já afirmou em outra ocasião que o fato das conversas vazadas possivelmente terem sido obtidas de forma ilegal, não necessariamente anula o seu uso como prova. As mensagens começaram a ser divulgadas em junho deste ano e foram trocadas no aplicativo Telegram. Elas mostram que a relação entre Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato em Curitiba, e o então juiz Sérgio Moro teria influenciado diretamente a investigação.

Deixe um comentário