Fiscalização desocupa invasão

Quatro pessoas presas e 31 edificações derrubadas é o saldo da operação realizada no Condomínio Renascer, em Samambaia, pela Agência de Fiscalização e pelo Comitê de Combate ao Uso Irregular do Solo do DF na terça-feira (14).

 

A área pública e de preservação ambiental tem 35 hectares e está localizada entre as quadras 603 e 605. Além de derrubar 2,7 km de paredes e muros, os fiscais retiraram 1,7 km de cerca e fecharam duas fossas já abertas pelos invasores.

 

“Apesar da resistência inicial, não houve confronto. A partir de agora, vamos informar a Terracap para que toda a área seja cercada. Caso eles retornem à invasão, todos serão indiciados por crime”, destacou o secretário da Ordem Pública e Social, José Grijalma durante entrevista coletiva.

 

Durante a operação, quatro pessoas foram presas. Dois homens foram detidos por invasão de área pública, uma mulher foi autuada por resistência e desacato e outras quatro pessoas foram levadas para a delegacia por jogar pneus em chamas nos carros da fiscalização.

 

Ainda de acordo com o secretário, ao chegar ao local, as equipes encontraram cerca de 500 pessoas trabalhando na construção das edificações. José Grijalma destacou também que os lotes de 250 m² eram comercializados por valores que variam entre R$ 40 a R$ 60 mil por um homem identificado como Manoel Messias.

 

Em 2013, foram realizadas 15 operações em Samambaia, onde foram erradicadas 90 construções irregulares.

Fonte:

Deixe um comentário