Facebook, Microsoft assinam acordo contra ataques cibernéticos

O Facebook, a Microsoft, a HP, a Dell e outras 30 empresas anunciaram que irão se recusar a ajudar governos interessados em espiar e manipular outros países através da internet, evitando ataques cibernéticos. Já as empresas Amazon, Apple, Alphabet e Twitter não assinaram o acordo.

O compromisso, delineado num comunicado conjunto, faz parte de um Acordo Tecnológico para a Cibersegurança. As empresas prometeram proteger seus clientes contra esses crimes e surge em um período de golpes cibernéticos, incluindo o WannaCry e o devastador NotPetya.

A lista não inclui organizações da Rússia, China, Irã ou Coreia do Norte, que são vistas como os principais responsáveis pelos ataques.

Deixe um comentário