Exercício-findo vira novela no GDF

No dia 15 de outubro do ano passado, ao participar de uma live comemorativa ao Dia do Professor, o secretário de Educação, Leandro Cruz, anunciou o pagamento de dívidas com a categoria do chamado exercício-findo (pendências do governo com os servidores não pagas no mesmo ano e que dependem de um decreto para serem quitadas).

A estimativa era de que o dinheiro caísse na conta dos professores junto com o salário de novembro, no quinto dia útil de dezembro. No entanto, isto não ocorreu. Ainda em dezembro, a Secretaria de Educação refez a programação e garantiu que a primeira parcela do exercício-findo, estimada em R$ 35 milhões, referente a 2006, seria paga no início de janeiro,  junto com a folha de dezembro. Mais uma vez, a expectativa frustrou a categoria.

O Brasília Capital, que ainda em outubro publicou a informação em primeira mão, entrou em contato com a Secretaria de Educação na quinta-feira (14). A assessoria do secretário Leandro Cruz respondeu: “O pagamento dos exercícios-findos começa este mês, de forma escalonada. A cada mês será realizado o pagamento referente a um ano. O de 2006 será em janeiro, por meio de folha suplementar.

Uma professora aposentada, leitora assídua do Brasília Capital, que tem dinheiro a receber justamente relativo ao ano de 2006, comentou: “virou novela”.

Esperemos cenas dos próximos capítulos…

Deixe um comentário