Estudantes pedem tintas para repintar o Museu Nacional da República

Brasília- DF Manifestação de estudantes, entidades sindicais e Indios contra a PEC 55 e Fora Temer na esplanada dos ministérios.  2016 Foto Lula Marques/Agência PT
Manifestação contra a PEC 55 acabou em quebra-quebra e pancadaria, com a infiltração de vândalos. Foto: Lula Marques/Agência PT

Um grupo de estudantes secundaristas está pedindo a doação de tintas brancas para repintar o Museu Nacional da República, que foi alvo de pichadores durante as manifestações ocorridas na Esplanada dos Ministérios na última terça-feira (29), quando também houve quebra-quebra, carros incendiados e confrontos entre manifestantes e policiais militares.

A estudante Bianca Viana, 17, uma das organizadoras da campanha, explicou que está sendo montada uma equipe para reparar os danos provocados pelos vândalos. “O museu é patrimônio do povo. Brasília oferece poucas opções culturais gratuitas e temos de preservar o que temos, para nós mesmos”, afirmou.  

O material doado deve ser entregue no Instituto Federal de Brasília (IFB), Campus Samambaia, que fica no Subcentro Leste, Complexo Boca da Mata, Lote 01, Samambaia-DF.  Quem quiser colaborar com essa bela iniciativa, é só entrar em contato com Bianca (99291-8530) ou Vitória (99282-6325).

Confrontos – Os protestos ocorreram no dia em que o plenário do Senado votou, em primeiro turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que estabelece um limite para os gastos públicos pelos próximos 20 anos. A medida, chamada por opositores de PEC da Maldade e de PEC da Morte  ainda precisa ser analisada em segundo turno, previsto para 13 de dezembro.

Também na terça-feira, a Câmara aprovou o pacote com dez medidas de combate à corrupção propostas pelo Ministério Público Federal (MPF) e amparadas por mais de 2 milhões de assinaturas de cidadãos encaminhadas ao Congresso Nacional. Os deputados, porém, desfiguraram as propostas, aprovando, segundo o MPF, alterações que, na realidade, protegem os corruptos. A votação varou a madrugada. 

Fonte:

Deixe um comentário