Estação Estrada Parque sairia de graça

Em que pese o fato positivo de o governador Rodrigo Rollemberg ter assinado a ordem de serviço para conclusão da estação Estrada Parque, a realidade é que o Metrô-DF poderia ter economizado os R$ 2,4 milhões que serão gastos na obra, além de ter ficado pronta pelo menos dois anos antes.

PPP

Em outubro de 2015, o empreiteiro Arnaldo Campos, que pretendia construir um shopping horizontal e prédios de comércio e serviço nas imediações, propôs uma Parceria Público-Privada (PPP) para concluir a estação. O projeto foi entregue à Companhia do Metropolitano, mas não avançou.

Dourado não quis

Pelo projeto, o GDF receberia um valor mensal pela concessão de uso dos terrenos lindeiros à estação. Após 30 anos, todo o patrimônio passaria para o Estado. No entanto, o presidente do Metrô, Marcelo Dourado, se opôs à ideia. Para ele, seria uma privatização do transporte. Em 2017 a construtora desistiu do projeto. Dourado não atendeu às ligações do Brasília Capital.

 

Em nota oficial ao Brasília Capital, o Metrô-DF informou:

A Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF) informa que a Estação Estrada Parque será concluída com recursos do Banco do Brasil. O projeto que vai alterar a destinação de parte da área comercial tramita na Câmara Legislativa do DF (CLDF). A receita será revertida para o Metrô.

O presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado, não se opôs à parceria público privada. No entanto, é necessária essa alteração na legislação, cujo órgão responsável para isso é a CLDF.

Deixe um comentário