Erdogan culpa homem-bomba de origem síria por ataque que matou dez em Istambul

201601120727596137_RTS
Kemal Aslan / Reuters

Uma forte explosão no coração do histórico bairro de Sultanahmet, no centro de Istambul, deixou ao menos dez mortos e 15 feridos nesta terça-feira, informou o governo turco. Após uma reunião de emergência, o presidente Tayyip Erdogan chamou o incidente de ato terrorista e disse que um homem-bomba de origem síria está por trás do episódio. Segundo a agência de notícias turca Dogan, há pelo menos seis alemães, um norueguês e um peruano entre os feridos.

— Condenor o ato terrorista em Istambul que foi cometido por um homem-bomba de origem síria. Infelizmente, temos dez mortos, incluindo estrangeiros e cidadãos turcos.

Vários corpos podiam ser vistos no chão na praça de Sultanahmet, perto da Mesquita Azul e da basílica de Santa Sofia, uma importante área turística da cidade mais populosa da Turquia. Policiais e ambulâncias correram para o local, que foi isolado pelas forças de segurança. As causas do incidente ainda são desconhecidas.

— A explosão foi muito alta. Corremos e vimos partes de corpos — relatou uma mulher que trabalha em uma loja de antiguidades nas proximidades.

O incidente ocorreu pouco depois das 10h (horário local). Um funcionário de uma empresa de turismo que não quis ser identificado disse à agência Reuters que um grupo de turistas da Alemanha estava na área no momento da explosão.

Dois funcionários de segurança disseram que há uma “alta probabilidade” de que militantes do EI tenham sido responsáveis pela explosão. De acordo com o site de notícias Hurriyet e o canal de TV AHaber, ambos da Turquia, as autoridades de segurança suspeitam de um homem-bomba.

 


França lança novos ataques contra reduto do Estado Islâmico na Síria


Estado Islâmico reivindica ataques a mesquitas no Iêmen


‘Jihadista John’, carrasco do Estado Islâmico, tem identidade revelada


 

 

Fonte:

Deixe um comentário