Enfermeira do Hran é a primeira pessoa vacinada contra covid-19 no DF

Lidia Rodrigues Marques, 31 anos, trabalha no box de emergência do HRAN e foi a primeira pessoa vacinada no Distrito Federal.

A enfermeira Lídia Rodrigues Marques, 31 anos, é a primeira pessoa a receber a vacina contra a Covid-19 no do DF. Ela trabalha no box de emergência do pronto-socorro do Hospital Regional da Asa Norte (Hran).

Outros cinco profissionais do hospital receberam a primeira dose do imunizante: a técnica de Enfermagem Karina de Jesus Silva, 38 anos, a fisioterapeuta Ana Paula Barbosa Pereira, 49 anos, a médica Juliana Bento da Cunha, a auxiliar de limpeza Narcisa Trajano de Araujo e o vigilante Pedro Teodoro.

Uma tenda foi montada na área externa do Hran para efetuar a vacinação dos profissionais. O evento contou com a presença do governador Ibaneis Rocha e do secretário de Saúde, Osnei Okumoto.

Hoje pela manhã, as mais de 105 mil doses foram distribuídos para 15 hospitais da rede pública:

Hospital de Base;

Hospital Regional da Asa Norte;

Hospital Regional de Ceilândia;

Hospital Materno Infantil de Brasília;

Hospital de Apoio de Brasília;

Hospital Universitário de Brasília;

Hospital Regional de Sobradinho;

Hospital Regional de Planaltina;

Hospital Regional de Brazlândia;

Hospital da Região Leste;

Hospital Regional de Taguatinga;

Hospital Regional de Samambaia;

Hospital Regional de Santa Maria;

Hospital Regional do Gama;

Hospital Regional do Guará;

Central de Regulação do Samu (SIA).

A partir desta quarta (20), as doses serão aplicadas de 8h às 18h em profissionais de saúde, idosos e deficientes que vivem em instituições de longa permanência e indígenas. Quem não se encaixa no primeiro grupo não deve procurar os hospitais para vacinação neste momento.

A Secretaria de Saúde retirou desta fase idosos com idade superior a 75 anos porque as doses da Coronavac seriam insuficientes para imunizar a todos. Eles serão vacinados junto com o segundo grupo, que incluem pessoas de 60 a 74 anos. A data ainda não foi definida.

A terceira fase do plano de vacinação inclui pessoas com comorbidades. Professores e profissionais da força de segurança serão incluídos na quarta etapa, que voltou à previsão após reivindicações das categorias.

A vacinação será feita por meio de duas doses. Quem receber a primeira, será orientado pelos profissionais de saúde a retornar na unidade após 14 dias.

Deixe um comentário