Diga sim à uva passa

As comemorações de final de ano estão se aproximando, os grupos de WhatsApp para o Natal em família estão sendo formados, e escolhidas as receitas para as datas comemorativas. Ao mesmo tempo em que tudo isso acontece, estamos vendo um movimento nas redes sociais de amantes versus os adversos a uma frutinha comum nas comidas típicas deste período: a uva passa.

É bem interessante ver como uma frutinha tão inocente divide opiniões. Eu particularmente gosto dela, e vou tentar te convencer a gostar também. Se não for pelo paladar, será pelas suas propriedades nutricionais.

A uva passa nada mais é do que a uva desidratada, e é importante ressaltar que não tem adição de açúcar. Porém, ao ser desidratada, apresenta o teor natural do açúcar da uva concentrado. Com isso, o sabor doce é acentuado.

Mas não apenas o açúcar, e sim todos os nutrientes ali presentes, como vitamina A, Complexo B e vitamina K, além de um teor apreciável de fibra alimentar estão presentes. Além desses micronutrientes, ela tem fotoquímicos concentrados, como o resveratrol, com potente efeito antioxidante e protetor para doenças cardiovasculares e neurodegenerativas.

A uva passa pode ser usada em preparações doces para ajudar a adoçar sem adicionar açúcar, ou em preparações mais exóticas, que misturam sabores doce com salgado, bem típicas de final de ano.

E você, é contra ou a favor à uva passa nas receitas de final de ano?

Deixe um comentário