Desastre aéreo na França deixa 150 mortos

O rei Felipe 6º, da Espanha, que faz uma visita de Estado à França, disse que não há sinais de sobreviventes na queda do avião. Foto: Christophe Chavan/ Présidence de la République Française
O rei Felipe 6º, da Espanha, que faz uma visita de Estado à França, disse que não há sinais de sobreviventes na queda do avião. Foto: Christophe Chavan/ Présidence de la République Française

Um Airbus A320 da companhia aérea Germanwings, filial da Lufthansa, que transportava 150 pessoas entre Barcelona (Espanha) e Dusseldorf (Alemanha), caiu nesta terça-feira (24/3). A aeronave desapareceu dos radares por volta das 10h40 (horário local, 6h40, horário de Brasília), depois que o piloto enviou um sinal de emergência. Em entrevista, o presidente francês François Hollande disse que as autoridades não tinham esperanças de encontrar sobreviventes; o ministro dos Transportes, Alain Vidalies, confirmou mais tarde a informação.

Dois helicópteros da polícia localizaram os destroços na região de Barcelonnette (Sudeste da França). O piloto do avião enviou um alerta de emergência às 10h47, de acordo com fontes oficiais. O ministro do interior francês Bernard Cazeneuve viajou até o local da tragédia. Os A320 têm capacidade para transportar entre 150 e 180 pessoas. Entre os ocupantes do avião estão 144 passageiros e seis tripulantes.

Nas redes sociais, a Germanwings lamentou o acidente com o voo 4U9525, confirmando o número de passageiros e tripulantes no momento da queda: “Todos os funcionários da Germanwings e Lufthansa estão em profunda tristeza, em pensamentos e orações com as famílias e amigos dos passageiros e tripulantes”.

Segundo informações da direção-geral da Aviação Civil francesa, a aeronave enviou sinal de emergência 47 minutos após o início do voo. A aeronave era um dos Airbus mais antigos da frota. Ele foi entregue ao primeiro comprador em 1990.

Os destroços estão a 2,7 mil metros, em uma região montanhosa de difícil acesso, a 15 km da cidade de Barcelonnette. As equipes de resgate ainda não conseguiram chegar ao local da queda.

Fonte: , ,

Deixe um comentário