Decreto das armas tira Kajuru do PSB

Após divergências com o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, o senador Jorge Kajuru (GO) saiu do partido na terça-feira (2) durante reunião com o comando da legenda. Por enquanto, o parlamentar não se filiará a nenhuma outra sigla.

“Respeito a história do PSB. Mas, como o partido não concordou com o meu voto sobre o decreto das armas, eu preferi sair. Agradeci a um dos homens mais éticos e honrados do País, Carlos Siqueira”, disse o senador.

Na semana passada, ele mandara Siqueira para o “raio que o parta”, quando o presidente do PSB publicou uma carta recomendando a saída dele do partido por conta de suas opiniões em relação ao decreto das armas do governo Bolsonaro. Kajuru defende o decreto, que foi questionado pelo PSB no Supremo Tribunal Federal.

“Que o PSB siga sua luta e seus ideais . Eu vou seguir os meus”. Pelas redes sociais ele revelou: “Meu coração deseja me ver senador sem partido, para poder votar de acordo com a maioria de quem me elegeu e do Brasil. E se fosse para voltar para um partido, seria para o PSB.

Deixe um comentário