Dallagnol é punido por críticas ao STF

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) advertiu nesta terça-feira (26) o procurador Deltan Dallagnol, chefe da Lava Jato. Por 8 votos a 3, a punição foi decretada pelas críticas feitas por ele ao Supremo Tribunal Federal (STF), em uma entrevista à rádio CBN.

O conselho julgou um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) contra o procurador por afirmar que ministros do STF estavam mandando uma “mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção”. Essa foi a primeira punição disciplinar da carreira de Dallagnol.

Para o conselheiro Luís Bandeira de Mello, relator do caso, o procurador agiu com “ausência de zelo pelo prestígio de suas funções e falta de decoro”. Na prática, a pena aplicada equivale a uma crítica pública à conduta do procurador. A defesa afirmou a escolha das palavras foram “inadequadas, deselegantes”, mas que as críticas foram feitas dentro dos limites do direito à liberdade de expressão.

Dallagnol responde ainda a dois PAD’s que constam na pauta de julgamentos de hoje.

Deixe um comentário