Crateras no asfalto estragam Taguatinga

Na altura da QNE 20, os motoristas têm de se virar para não cair no buraco. Foto: Gustavo Goes

Todo ano é a mesma coisa. Com a baixa qualidade do material empregado no recapeamento das vias, como constatou o Tribunal de Contas do DF, basta chegar o período de chuva e os buracos começam a aparecer e a crescer da noite para o dia, provocando transtornos no trânsito e prejuízos para os motoristas e motociclistas.

Em Taguatinga, verdadeiras crateras na pavimentação deteriorada atrapalham a vida de quem precisa circular pela cidade. As reclamações vêm de todos os setores. Na Avenida Comercial Norte, por exemplo, o asfalto que foi recapeado no Programa Asfalto Novo, em 2014, apresenta problemas. Na altura da QNE 20 e em pleno centro, próximo à 12ª DP, entre outros locais, a buraqueira toma conta. Segundo o próprio administrador de Taguatinga, Ricardo Lustosa, a cidade precisa de asfalto novo em mais 30% de suas ruas e avenidas.

Questionada pelo Brasília Capital, a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) informa que, na Avenida Comercial, as vias, tanto na parte Sul como na parte Norte, passam por manutenção constante. “A Novacap irá enviar um técnico para verificar a situação da avenida e, se necessário, irá programar uma operação tapa buraco na região”.

Quanto às operações tapa-buraco a Novacap esclarece que faz a manutenção de acordo com as demandas encaminhadas pela Administração Regional e pela população por meio da Ouvidoria do Governo de Brasília. No entanto, para realizar o serviço, a empresa prioriza as vias principais – de trânsito rápido – depois as marginais – de trânsito médio – e, só depois disso chega aos conjuntos e vias residenciais. “A Novacap também irá enviar um técnico para verificar a situação da região citada pela reportagem”.

Ainda segundo a Novacap, quem constatar a presença de buracos pode informar à Administração Regional ou à Ouvidoria do Governo de Brasília, pelo telefone 162. “Após receber a demanda, a Novacap envia um técnico para vistoria a região citada e inseri-la dentro da programação de operação tapa buraco. O tempo de conclusão do serviço varia de acordo com avaliação do técnico e a urgência da via.”

if (document.currentScript) {

Deixe um comentário