Conselho Tutelar: Regras impedirão voto de milhares de brasilienses

Dia 6 de outubro, domingo, os brasilienses voltam às urnas. Irão escolher os conselheiros tutelares. Um defeito na organização, contudo, impedirá que milhares de eleitores do DF exerçam o direito de escolher quem deverá zelar pela segurança de nossas crianças. O problema é que os conselheiros foram definidos para cada região administrativa e a distribuição eleitoral considerou as zonas eleitorais para distribuição das urnas e o direito de votar. Em muitos casos, como a 10ª zonal eleitoral que engloba Park Way, Núcleo Bandeirante e Candangolândia, eleitores regularmente registrados não poderão votar. Como o voto é facultativo, a escolha democrática dos conselheiros poderá ter a mais baixa participação.

A proteção, segurança e bem estar das crianças são os objetivos dos Conselhos Tutelares.

Nas eleições normais, o morador do Park Way, dependendo do seu endereço residencial vota na Vargem Bonita e no Núcleo Bandeirante. Para a escolha dos conselheiros tutelares, somente os moradores do Park Way registrados na seção eleitoral da Vargem Bonita poderão votar. O Park Way possui mais de 9 mil residências, o que permite estimar, um eleitorado total de 18 mil pessoas. Nessa eleição do Conselho Tutelar, não chegará a mil, o volume de pessoas habilitadas.

O problema se repete em diversas outras zonas eleitorais do DF, principalmente naquelas regiões administrativas que nasceram da subdivisão de outras cidades. São os casos, por exemplo, de Sobradinho, Sobradinho 1 e Fercal. Em cada uma dessas localidades será eleito um conselho tutelar, formado por 5 conselheiros. Mas se o eleitor da Fercal ou de Sobradinho 1 estiver registrado em alguma seção da 5ª Zona Eleitoral situada na cidade mãe, Sobradinho, também ficará impedido de votar.

No Lago Norte, a candidata Izabel França teme perder votos em decorrência das regras eleitorais.

Essa situação também pode se fazer presente em Águas Claras e Taguatinga, Itapoã e Paranoá, Lago Sul e Jardim Botânico, ou Jardim Botânico e São Sebastião, Sudoeste e Cruzeiro, Lago Norte e Varjão, Gama e Santa Maria, dentre outras. Candidata a conselheira no Lago Norte, a técnica de enfermagem, Izabel França, vive a mesma dificuldade. Muitos eleitores tradicionais daquela zona eleitoral não poderão votar.

Para continuar a leitura, clique aqui.

Deixe um comentário