Cafeína tem o mesmo efeito para todo mundo?

A cafeína é uma substância presente em várias bebidas e alimentos, especialmente no café. Ela é muito importante como estimulante do sistema nervoso central. Por esse motivo, é utilizada por concurseiros, estudantes universitários, atletas e pessoas que desenvolvem atividades nas quais precisam ficar despertas. Afinal, a cafeína pode aumentar a performance física e mental.

Muitos trabalhos em atletas de corrida, ciclismo, triatlo, ou de atividades intermitentes, como o futebol, além de adeptos de exercícios de força, associam a cafeína à melhora de performance. Mas será que a substância tem esse efeito para todos? A resposta é não. Cada um pode responder de um modo diferente.

Os estudos mostram a média dos resultados, e aqueles que avaliam polimorfismo relacionados à metabolização da cafeína já nos mostram que temos basicamente três tipos de metabolizadores dessa substância.

Um tipo se beneficia dos seus efeitos, geralmente os que a metabolizam de forma rápida. Os outros dois grupos de indivíduos não se beneficiam tanto ou até mesmo podem piorar seu rendimento físico e mental. Por isso, sempre falo que nutrição deve ser individualizada, pois cada um pode responder a nutrientes e compostos ativos de modo diferente.

Quer saber mais? Procure um nutricionista!

Deixe um comentário