BRICS discutem desenvolvimento sustentável

Na China, a grande preocupação é a alta poluição das grandes cidades. No Brasil, a preservação da fauna e da flora e a manutenção da biodiversidade.

Como desenvolver uma agenda comum aos cinco países do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) no que se refere ao meio ambiente e ao desenvolvimento sustentável? Essa foi a questão tratada em um dos painéis do Fórum Acadêmico dos BRICS desta terça-feira, 18 de março.

Os debatedores dos cinco países concordaram sobre a necessidade de se chegar a uma agenda mínima, que priorize pontos comuns de interesse.

Um desses pontos comuns está na adoção de esforços e políticas para a redução da pobreza. Programas que reduzam a desigualdade, entendem os acadêmicos, acabam por contribuir na busca de um modelo de desenvolvimento sustentável.

Outro ponto comum é a necessidade de investimentos em infra-estrutura, notadamente em áreas como saneamento e abastecimento de água. Dentro das discussões sobre o futuro dos BRICS, está a criação de um banco de desenvolvimento para os países.

Na opinião dos debatedores, seria importante que tal banco tivesse uma linha para financiar obras de infra-estrutura com foco no desenvolvimento

Fonte:

Deixe um comentário