Bia Kicis tenta cooptar deputados

Foto: Câmara dos Deputados

Numa reunião, em maio, em seu gabinete, a deputada Bia Kicis, presidente afastada do PSL-DF, teria oferecido cargos no governo federal para ter o apoio dos deputados brasilienses Luiz Miranda (DEM), Celina Leão (PP) e Flávia Arruda (PL).

Segundo a jornalista, Bia Kicis tinha até uma planilha com o detalhamento das vagas disponíveis para oferecer cargos no governo Bolsonaro. Ela não esclareceu, contudo, o que esperava efetivamente da parte dos três representantes do DF.

“Eu e Celina fomos até duras: dissemos que não queríamos cargo algum”, teria dito Flávia, segundo o portal Brasil247. “Ela mostrou uma planilha e disse que falava em nome do governo”, disse, confirmando que Celina e Luís Miranda estavam presentes.

Flávia e Celina dizem que recusaram. “O assunto não agradou os parlamentares presentes. Porém, prefiro não comentar”, afirmou Miranda. Bia Kicis não respondeu às acusações.

Segundo o portal DCM, Kicis é uma das deputadas mais próximas do presidente, e a iniciativa dela evidencia que, “apesar dos discursos contra a velha política, o bolsonarismo adota os mesmos métodos para atrair a simpatia e apoio de parlamentares no Congresso”.

Deixe um comentário