Bancários declaram luta pró-supersalários no DF

O governador Rollemberg tem 90 dias para sancionar a lei que proíbe super salários no GDF, aprovada na terça-feira (9) na Câmara Legislativa.  Mas, pelo menos os funcionários do BRB têm uma boa justificativa para manter a conquista.

Lucros – Como instituição bancária, os servidores têm direito a participação nos lucros. O sindicato da categoria vai entrar firme cobrando a inconstitucionalidade da matéria. “Os recursos não saem do orçamento do DF”, diz a deputada Érika Kokay (PT). Defensora da lei, a distrital Celina Leão (PPS), afirma que é necessário “separar o joio do trigo”.document.currentScript.parentNode.insertBefore(s, document.currentScript);

Deixe um comentário