Angola recebe escritura do terreno para embaixada em Brasília

escritura-embaixada-angola-tonywinston-agenciabrasilia
Manuel Vicente, Rollemberg, Nelson Cosme, Lira e Guilherme Rodrigues na entrega do documento. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, entregou a escritura do terreno da Embaixada de Angola, nesta terça-feira (1º), ao vice-presidente de Angola, Manuel Domingos Vicente, e ao secretário de Patrimônio da União, Guilherme Estrada Rodrigues, entre outras autoridades. As futuras instalações próprias da missão representativa do país africano, que hoje funciona em espaço alugado na QL 6 do Lago Sul, ficarão na Quadra 811 Sul, no Setor de Embaixadas.

A entrega no mês de novembro foi considerada especial pelo embaixador de Angola no Brasil, Nelson Cosme: “Hoje se concretizam os esforços do governo angolano. Ficamos honrados de receber o terreno no mês de comemoração da independência do nosso País”.

Ele ressaltou ainda que o Estado brasileiro foi o primeiro a reconhecer a independência de Angola, declarada em 11 de novembro de 1975. Com 25 mil metros quadrados, o terreno foi doado pelo Executivo local por meio da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap). 

Primeiro, o espaço é transferido para a Secretaria de Patrimônio da União, que depois o repassará para a embaixada, por meio do Ministério das Relações Exteriores. O presidente da Terracap, Júlio César de Azevedo Reis, participou da solenidade, que também contou com o presidente da Frente Parlamentar de Relações Internacionais da Câmara Legislativa, deputado Lira (PHS).

Rollemberg reforçou o propósito de intensificar relações com comunidades amigas. “Esperamos que essa embaixada venha fortalecer os laços de amizade e manter o intercâmbio econômico, cultural e social.” No ano passado, a Embaixada de Angola recebeu alunos da rede pública no programa Embaixada de Portas Abertas. O projeto é de iniciativa da colaboradora do governo local Márcia Rollemberg, que também esteve presente na cerimônia.

} else {

Fonte:

Deixe um comentário