Amigos e admiradores se despediram de Sigmaringa Seixas

O advogado Luiz Carlos SIgmaringa Seixas (74) foi entrerrado na tarde de quarta-feira (26), no cemitério Campo da Esperança em Brasília. Ele faleceu no dia anterior não resistindo ao pós-operatório de um transplante de medula na sua luta contra um câncer. Amigos e admiradores de seu trabalho foram prestar as últimas homenagens lotando a capela 7.

Padre Virgílio Leite Uchôa, apesar da pneumonia, fez questão de realizar as ezéquias e lembrou várias situações vividas com o amigo de quem se despedia com muito pesar. Após algumas orações, muito emocionado e emocionando os presentes, o deputado distrital Chico Vigilante leu uma carta enviada pelo ex-presidente Lula, preso em Curitiba. O texto destaca a amizade entre os dois, as lutas e vitórias e a grande admiração que ele tem pelo advogado.

Carta enviada por Lula e lida pelo deputado Chico Vigilante

O adeus dos amigos

Dentre os presentes muitos petistas como o ex-governador da Bahia, Jacques Wagner, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto e o ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardoso. Mais cedo foram prestar condolências à família o presidente do STF, Dias Tóffoli, e os ministros Marco Aurélio e Gilmar Mendes que exaltaram a contribuição de Sigmaringa ao processo democrático no Brasil.

Eram cerca de 11h quando chegou o governador eleito, Ibaneis Rocha(MDB) que ficou por pouco tempo. A tarde Rodrigo Rollemberg foi se despedir do amigo e ficou até o sepultamento quando dirigiu breves palavras em homenagem a Seixas. Também compareceram o ex-secretário de Saúde, Jofran Frejat, o advogado Kakay, Ricardo Berzoini (PT), que será chefe de gabinete do deputado Chico Vigilante (PT), o ex-deputado Hélio José, o advogado e político Pimenta da Veiga (PSDB) e o ex-procurador-geral da República Roberto Gurgel, dentre outros políticos de diversos partidos políticos.

Muitas coroas de flores, dentre elas as enviadas por Lula e Dias Toffoli, ornavam a capela e se estendiam por toda a entrada. O corpo foi sepultado por volta das 16h30, sob muitos aplausos e palavras de elogio a jornada de Sigmaringa. Ao final, Marina, viúva do advogado, agradeceu a todos.

Deixe um comentário