Alimentação saudável é mais barata

Ao contrário do que muitos pensam, alimentar-se de forma saudável também pode ser uma boa maneira de economizar. Para ter economia na compra de legumes, verduras e frutas, prefira variedades que estão na safra. Elas sempre terão menor preço. Além disso, você garante mais sabor e mais qualidade com os alimentos da estação.

Comprar esses alimentos em locais onde há menos intermediários entre o agricultor e o consumidor final, como “sacolões” ou “varejões”, ou ir até à Ceasa (já que temos essa opção em Brasília) também pode reduzir custos. Ainda melhor, é comprar diretamente dos produtores, seja em feiras ou por meio de grupos coletivos de compras. Neste caso, variedades orgânicas podem se tornar bastante acessíveis.

A ampliação da produção de alimentos in natura ou minimamente processados, em particular daqueles provenientes da agricultura agroecológica, depende do aumento da demanda. Portanto, quanto maior for o número de consumidores interessados nesses produtos, naturalmente haverá aumento no número de produtores e comerciantes, e com isso a redução nos preços.

Para quem passa o dia inteiro fora de casa e quer reduzir o custo de refeições feitas fora em restaurantes sem abrir mão de alimentos in natura ou minimamente processados, são boas opções levar para o trabalho a comida preparada em casa ou comer em restaurantes que oferecem comida a quilo.

 

Fonte: Guia Alimentar para a População Brasileira (2014)

Fonte:

Deixe um comentário