Orlando Pontes

Rollemberg, um governo sem legado

O senador Cristovam Buarque não enxerga legado nenhum na administração de Rodrigo Rollemberg (PSB). “Arrumar as contas não é legado, porque o próximo vem e desarruma”, afirma. Também não poupa críticas ao seu antigo partido: “O PT é um partido trabalhista e sindical e eu sempre fui a favor do povo. O PT não é partido do povo, é partido dos sindicatos”, avalia. Hoje filiado ao PPS, aos 74 anos, Cristovam diz que não tem o direito de se omitir e, por isso, continua causando polêmica com suas ideias e propostas. Afirma que desistiu da candidatura a presidente para evitar a pulverização de votos do centro.