Sete nadadores russos são banidos da Olimpíada do Rio

yuliya-efimova-maria dobysheva
Yuliya Efimova é campeã mundial dos 100 metros peito. Foto: Maria Dobysheva/Cortesia

Sete atletas russos estão fora dos Jogos Olímpicos Rio 2016.  Segundo a Federação Internacional de Natação (Fina), quatro deles foram cortados pelo próprio Comitê Olímpico Russo (ROC). Os demais foram citados no relatório do Comitê Executivo da Agência Mundial Antidoping (Wada) sobre a prática sistemática de doping no país.

Mikhail Dovgalyuk, Yulia Efimova, Natalia Lovtcova e Anastasia Krapivina, esta última da maratona aquática, já tiveram punições anteriores por dopinng e, por decisão do ROC, não competirão no Rio de Janeiro. Yulia Efimova, uma das nadadoras excluídas, é a atual campeã mundial dos 100 metros peito e foi bronze nos Jogos de Londres 2012 na prova dos 200m peito.

Nikita Lobintsev, Vladimir Morozov e Daria Ustinova foram excluídos pela Fina por aparecerem no relatório encomendado pela Wada e assinado pelo professor Richard McLaren. Ele conduziu uma investigação baseada nas denúncias do ex-diretor do Laboratório de Moscou, Grigory Rodchenkov, sobre adulteração de testes antidoping para mascarar o uso de substâncias proibidas pela Wada.

No domingo (24), o Comitê Olímpico Internacional (COI) decidiu não banir a Rússia da Olimpíada. Ao mesmo tempo, o COI deixou a cargo das federações internacionais a decisão de excluir atletas daquele país. A Fina elogiou a decisão do COI, “em respeito à participação de atletas russos limpos nos Jogos Olímpicos do Rio”.

Fonte:

Deixe uma resposta