Os óculos? As férias? O tênis?

Estudar o português exige dedicação e paciência. É preciso entender que o estudo de qualquer língua materna não é algo simples para ninguém, uma vez que as gerações se passam e as línguas evoluem. Uma palavra ou estrutura morfossintática bastante usual no século XIX pode ter entrado em desuso contemporaneamente, a ponto de alguns usuários da língua não conseguirem compreender essas formas arcaicas.

Existem, no português de hoje, palavras que só existem no plural, mesmo que façam referência a algo único. É o caso de óculos, férias e parabéns. Esses vocábulos são exclusivamente plurais em nosso vernáculo, e isso é evidente em relação à concordância. O correto é OS óculos, AS férias, OS parabéns (mesmo que seja um único objeto, um único período de descanso ou uma única felicitação).

Um dia, há muito tempo, havia ÓCULO, FÉRIA e PARABÉM, no singular. Mas essas formas entraram em desuso, e apenas os vocábulos plurais foram mantidos. Há, em nossa língua, outros vocábulos que hoje também são usados exclusivamente no plural: pêsames, fezes, costas, núpcias.

Todavia, é preciso saber que existem também outros substantivos terminados em S e que não são exclusivamente plurais. É o caso de “tênis” e “ônibus”. Essas duas palavras podem ser empregadas tanto no singular quanto no plural, e quem determina isso é o artigo ou pronome que os acompanham. É correto dizer O ônibus ou OS ônibus. É correto dizer O tênis ou OS tênis. A presença da letra S, na terminação dessas palavras, não é um indicador de plural, diferentemente do que ocorre com os exemplos que citei no parágrafo anterior.

E vai haver pessoas que ainda vão querer brigar comigo em função disso! Eu sou apenas um usuário da língua, assim como você que me lê (e a escolhi como uma de minhas paixões e meu instrumento de trabalho). Eu não criei a língua, eu apenas vivo a língua! E digo mais: todos os idiomas do mundo possuem suas particularidades! A diferença é que não os conhecemos como falantes maternos!

Deixe um comentário