Metrô/DF voltará a funcionar no período de jogos Olímpicos

 
 
Trecho da estação do Metrô na Praça do Relógio, em Taguatinga (DF) (Foto: Alexandre Bastos/G1)
Trecho da estação do Metrô na Praça do Relógio, em Taguatinga (DF) (Foto: Alexandre Bastos/G1)

 

 

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) determinou nesta sexta-feira (29) que a greve de funcionários do Metrô do Distrito Federal seja suspensa nos dias em que houver jogos da Olimpíada em Brasília. Os servidores cruzaram os braços em 14 de junho para pedir a convocação dos aprovados no concurso de 2014 e a reposição da inflação anual na data-base (pouco mais de 9%).

A decisão é assinada pelo presidente em exercício do TST, ministro Emmanoel Pereira. O tribunal analisa um dissídio coletivo apresentado pelo Metrô, que pede o reconhecimento da greve como “abusiva”. O sindicato ainda pode recorrer da sentença.

Pela decisão, o Metrô terá que adotar funcionamento normal nos dias 4, 7, 9, 10, 12 e 13 de agosto, quando haverá jogos no estádio Mané Garrincha. Em uma rede social oficial, o GDF informou que não deve estender o horário do Metrô em relação a dias normais  – no dia 7, por exemplo, os jogos terminam à meia-noite, mas o Metrô funciona no horário normal de domingo, até as 19h.

A greve completou 45 dias nesta sexta. Durante esse período, o Metrô está funcionando apenas em horários de pico – das 6h às 9h e das 17h às 20h30. Na noite desta quinta, equipes do Exército e da Polícia Militar fizeram uma simulação de resgate de atentado terrorista na estação Central, na rodoviária do Plano Piloto.

Nesta quinta (28), o secretário de Mobilidade, Marcos Dantas, afirmou que o GDF elaborava um “plano B” para lidar com a paralisação, mas aguardava a decisão do TST para definir uma estratégia definitiva de transporte.

 

 


Ataques de escorpiões assustam a capital federal

Luzes acesas no cinema por uma boa causa

Trânsito próximo ao Mané Garrincha será alterado em dias de jogos da Olimpíada

 
Fonte:

Deixe um comentário