Câmara dá continuidade ao processo de cassação contra Sandra Faraj

O processo de cassação de mandato contra a deputada distrital Sandra Faraj (SD) avançou na Câmara Legislativa. A Mesa Diretora da CLDF formada por Joe Valle (PPS), presidente da Casa, Wellington Luiz (PMDB), Raimundo Ribeiro (PPS) e Robério Negreiros (PSDB) decidiu que a situação da evangélica, investigada por usar verba indenizatória irregularmente. O placar não foi anunciado.

Agora, a denúncia contra a deputada vai para a Corregedoria da CLDF. Após ser lido em plenário, o corregedor, Juarezão (PSB), receberá o processo em até dois dias para notificar a deputada. Sandra Faraj terá 10 dias úteis para entregar sua defesa à Comissão de Ética. O corregedor envia o seu relatório em até 15 dias para a comissão. Após todo o trâmite, se aprovado pelo colegiado, o pedido de cassação é votado em plenário.

O deputado Wellington Luiz classificou a reunião como “tensa”, por se tratar de um processo de cassação de uma parlamentar. Prevista para começar 9h, a reunião começou com 40 minutos de atraso e terminou 10h40.

Denúncia

A deputada Sandra Faraj é acusada de não repassar R$ 150 mil à empresa Netpub pelos serviços prestados em tecnologia. Faraj ainda apresentou notas fiscais e foi ressarcida pela Câmara Legislativa. A distrital ressaltou que fez o pagamento referente ao serviço prestado em dinheiro.

Fonte:

Deixe um comentário